Marcadores/Menu 1

#20Brasil (5) Acidente (27) ACV (3) AEROMOVEL (12) Agrale (1) Aniversário (8) AZUL (2) BELÉM (5) BENTO (5) Bilhete Único (6) BOOK (16) BR-116 (1) BR-386 (2) BR-448 (7) Brasil (21) BRT (15) Busdoor (12) Busscar (4) Caiense (2) Caio (3) caminhão (2) Canoas (66) Canoas Bus (4) Canoas Bus Desenho (13) Canoas Shopping (1) CARRIS (27) CARROCERIA (8) Catamarã (3) CAXIENSE (11) CB (2) CENTRAL (5) CHASSIS (5) CITRAL (4) COE (2) COESA (2) Colaboradores (1) COMIL (12) Conhecendo o Mundo (5) CONQUISTADORA (2) COPA (16) Corredor (16) DATC (2) DF (4) EKS (2) EMBAIXADOR (5) Enchente (4) EPTC (2) Escolar (3) ESTORIL (3) EUCATUR (1) EVEL (4) Express TV (4) Facebook (4) FATIMA (2) FEITORIA (1) Foto da Semana (16) Fotografia (4) FREDERES (4) FRETAMENTO (23) GAZOMETRO (2) Giratur (1) Greve (40) GUAIBA (3) HD PHOTOS (1) Horários (10) INFRAERO (1) INVERTIDOS (27) ITAPUÃ (3) IVECO (6) JANIZ (5) KOPEREK (1) Lei (1) Leopoldense (2) Licitação (42) LISSOT (1) Local (11) logos (4) LONGARAY (1) LOTAÇÕES POA (3) LOUZADA (2) lugares (6) MAN/VOLKSWAGEM (7) Marcopolo (30) Mascarello (7) Mercedes-Benz (14) METROPLAN (43) Metrô POA (2) MOTRIX (2) NAVEGANTES (9) NEOBUS (11) Noiva do Mar (1) NORTRAN (17) noticias (569) NOVO HANBURGO (1) Obras (5) OURO E PRATA (3) outros (2) Outros estados (8) Ozelame (2) paginas (31) PALMERES (2) Park Shopping Canoas (3) PARTICULAR (2) Passe Livre (28) PITMubr (2) PLANALTO (6) PLOTAGEM (1) POA (187) Ponte do Guaíba (1) PRESIDENTE VARGAS (3) Protesto (12) PUTINGA (1) REAL (5) Respostas (10) Rio Grande do Sul (13) RMPA (50) RODOVIARIOS (34) RULLA (1) SB (2) SCANIA (7) SETE (3) SIM (2) SINOSCAP (2) SIT (8) SOCAL (1) SOGAL (153) SOGIL (17) SOPAL (12) SOUL (14) SPM (1) stadtbus (3) SUDESTE (8) SUL POLO (2) SÃO JOSÉ (1) São Leopoldo (2) TALISMA (2) Tarifa (42) Teste (4) TEU (4) TINGA (2) TM (13) TORRES CAR (1) TRANS FRAGA (1) TRANSCAL (4) TRANSITO (2) trem (2) TRENSURB (55) TREVO (14) tri POA (1) TS (2) UNESUL (13) URB RS (8) Util (1) VAL (1) VAP (5) VAP Metroplan (2) VD (3) veiculos oficiais (2) VIAMÃO (10) vianova (16) VICASA (52) videos (7) VIMSA (3) VISATE (5) VITORIA (3) Volare (1) VOLVO (5) VTC (11) VUSC (3) WENDLLING (2) ÔNIBUS NOVO (139)

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

NOVA LICITAÇÃO DOS ÔNIBUS DE POA SERÁ POR LINHAS E NÃO MAIS POR BACIAS

Fortunati: "A minha função é buscar novas empresas"

Prefeito vai peregrinar pelo país para apresentar o modelo de concorrência do sistema de ônibus de Porto Alegre

24/11/2014 | 18h37

As divergências que separam a prefeitura de Porto Alegre da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) ficaram mais evidentes na tarde desta segunda-feira, quando o prefeito José Fortunati utilizou um discurso que em vários momentos fez alusão a um distanciamento ou a um rompimento entre ambos. Durante a sessão em que se aguardava interessados para participar dasegunda tentativa de licitação do transporte público da Capitalque resultou deserta novamente, o prefeito anunciou que sairá pelo país para convidar outras companhias a concorrer:
— A minha função é buscar novas empresas.
A tensão entre as duas partes se aprofunda desde a greve dos ônibus do início deste ano — Fortunati acusa que grevistas e companhias de transporte se uniram secretamente para ampliar a paralisação, que chegou a 15 dias. O conflito mais recente foi em relação à segunda licitação do transporte público, da qual a ATP anunciou que as empresas não participariam por ser "inviável economicamente".
Para que o processo não acabe sem interessados pela terceira vez, o prefeito decidiu mudar o escopo do edital. Em vez de disputar bacias, a concorrência será por cada linha de ônibus da cidade — a previsão é de que o edital esteja pronto daqui a seis meses. Sobre se visitaria as companhias que hoje atuam em Porto Alegre para explicar a licitação e convidá-las a participar, afirmou que "as empresas da ATP já sabem de tudo".
Ao comentar as declarações, o gerente-executivo da ATP, Luiz Mário Magalhães Sá, não quis entrar em confronto com o prefeito. Também não concordou que Fortunati esteja excluindo as atuais permissionárias.
— Acredito que o prefeito está no papel dele. Ele tem que procurar fazer com que o maior número de interessados participe. Ele parte do princípio de que ao natural as empresas que já operam o sistema são naturalmente interessadas. A licitação é bem-vinda porque estabelece mais claramente as nossas obrigações e direitos. Nossa discordância é em relação a esta licitação (que resultou deserta nesta segunda-feira) — argumentou.
O gerente da ATP disse que a mudança do escopo do edital foi surpreendente. Ele reassaltou que ainda não há nem informações básicas sobre como funcionará por linhas em vez de bacias, mas que poderá ser uma "volta ao passado":
— Parece se tratar de um retrocesso, fora de sintonia com o que está acontecendo em todo o mundo, e principalmente no Brasil. As capitais, todas, operam com consórcios.
Magalhães garante que as empresas ligadas à ATP participarão da licitação se for "viável financeiramente". Veterano no setor de transporte, ele recordou que a Capital já chegou a ter 28 empresas de ônibus atuando ao mesmo tempo entre as décadas de 1970 e 1980. Na opinião dele, era ruim porque eram linhas dissociadas, lutando entre si por passageiros de forma predatória. Magalhães questionou como ficaria a operação da bilhetagem eletrônica em um sistema desses. E deu um recado sobre a possibilidade de as atuais concessionárias acabarem de fora:
— Haveria a desmobilização de 6 mil funcionários das empresas privadas. Não queremos que aconteça uma nova Iesa — falou, compar
ando com o drama dademissão em massa de centenas de trabalhadores da Iesa Óleo & Gás.
Fortunati defende que a prefeitura já faz os cálculos baseados no desempenho de cada linha. Sobre uma "volta ao passado", destacou que haverá uma comissão de usuários para avaliar cada linha e ajudar a fiscalizar o serviço. Há chances de que dezenas de empresas assumam o transporte na cidade, e as linhas que não firem interessantes deverão passar para a Carris.
Como proposto, a rede de transporte urbano ficaria mais complexa, com efeitos perceptíveis, por exemplo, na câmara de compensação tarifária — que redistribui valores entre as empresas conforme as linhas que são mais ou menos custosas do que o valor unificado da tarifa —, segundo o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.
— Vai ficar muito mais complexo — avaliou.
FONTE: ZERO HOR
A

LICITAÇÃO DE PORTO ALEGRE TEM PROPOSTAS ESVAZIADAS PELA 2ª VEZ


Daqui a seis meses, o novo edital deverá estar pronto, e o prefeito José Fortunati espera contar com as novas empresas em operação no segundo semestre de 2015

24/11/2014 | 15h20


Pela segunda vez, a licitação do transporte público de Porto Alegre resultou deserta, isto é, não apareceu nenhuma empresa interessada em operar o sistema de ônibus urbanos. As propostas deveriam ser entregues às 14h no auditório da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Passados 10 minutos, o órgão de trânsito declarou que o processo não teria concorrentes.
Claramente incomodado com mais um resultado frustrante, o prefeito José Fortunati traçou o que antes da sessão já se falava que seria o plano B. A próxima licitação será por linhas, e não por bacias, como é hoje. A diferença é que uma pequena empresa de transporte poderá decidir operar uma única linha na cidade. Atualmente, há três bacias, que comportam várias linhas, administradas por consórcios de empresas.
— Podemos fazer a terceira licitação, a quarta, a quinta, a milésima. Mas não queremos mais que dê deserta. Então, mudamos o escopo da licitação — ressaltou o prefeito.

O resultado da alteração de bacias para linhas é que Porto Alegre poderá ter dezenas de empresas diferentes atuando. Já as linhas que não interessarem deverão ser absorvidas pela Carris, que é pública e não participará da licitação.
— Se houver linhas que não interessarem, elas naturalmente migrarão para a Carris. Mas não acredito que a Carris ficará com todas as linhas — afirmou Fortunati, sobre a possibilidade de não haver interessados outra vez e a empresa pública ter de assumir todas as linhas.

A prefeitura espera que em seis meses o edital esteja pronto. A expectativa do prefeito é de que, no segundo semestre de 2015, as novas companhias estejam operando na cidade.

 Zero Hora

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

ATP tenta barrar licitação


Associação fez denúncia no TCE e propostas serão recebidas na segunda-feira
ATP tenta suspender licitação do transporte público de Porto Alegre | Foto: André Avila / CP Memória
ATP tenta suspender licitação do transporte público de Porto Alegre | Foto: André Avila / CP Memória

Durante a sessão, Figueiredo propôs que uma medida cautelar suspendesse novamente a licitação. Em junho, a sessão de entrega das propostas referentes ao primeiro edital acabou deserta devido a uma medida semelhante. Se a cautelar fosse acolhida ontem, o processo seria suspenso novamente. “Preferi levar ao Pleno a decidir monocraticamente. Fiz um relatório (sobre a representação da ATP) e o procurador-geral do Ministério Público de Contas pediu a suspensão do julgamento para analisar o processo”, relatou o conselheiro. A representação da ATP denuncia 17 aspectos supostamente irregulares no edital.

Com o pedido de vista do procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Geraldo da Camino, o julgamento do tema ocorre em, no mínimo, duas semanas. “Pedi suspensão do julgamento exatamente porque eu não conhecia o teor dessa denúncia e isso surgiu como um extra na pauta”, justificou. Da Camino informou, no entanto, que pretende entregar sua posição após o dia 24. A princípio, a entrega das propostas para a concessão não corre riscos de embargo. Porém, o processo poderá ser suspenso  mesmo com a apresentação de concorrentes se forem verificadas irregularidades.

Em paralelo, desde o dia 12, a área técnica do TCE realiza diligência no edital, determinada por Figueiredo. A expectativa é que o relatório fique pronto esta semana. A diligência foi sugerida pelo MPC, que cobra detalhamento de alguns itens, como a composição da planilha de custos.
fonte: http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/541797/ATP-tenta-suspender-licitacao-do-transporte-publico-de-Porto-Alegre

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Marcopolo lança novo Torino Express

A nova carroceria lançada pela Marcopolo é o Torino Express, versão articulada para o tradicional Torino G8, que já apresentava versões em chassis como Mercedes Benz OF-1721, OF-1724, O-500M e Volkswagen 17-230 OD agora articulado já produzido em Mercedes-Benz O-500MA e VOLVO B340M.
É uma das maiores novidades da Fetransrio 2014, que ocorre na capital carioca, além do Torino Express temos destaques como o novo Campione 3.25, Apache Vip IV com chassi IVECO S170.